Amar-te

Amar-te muitas vezes me faz não ter explicações.

Explicações?

Para que?

 Tudo faz sentido.

É a música que toca no ouvido.

O pulsar dos nossos corações.

A pele na pele.

A mão na mão.

Minha boca desejando a sua, sempre e loucamente.

Ter você para mim, junto a mim.

Sentir nossos corpos e corações entrelaçados numa mesma emoção.

Amar-te com minha fúria de uma mulher.

Sem pudores, mas sabendo tocar limites, esperanças e dores.

Explicações?

Muitas vezes o amor não tem explicação.

O amor é sentir.

É querer.

É o incandescente desejar.

Amar é agora.

Amar sou eu para você.

E não é preciso entender.

Apenas se entregar.

 Amar é acima de tudo paciência.

Anúncios
  1. #1 por Álefe em 5 de fevereiro de 2010 - 12:45

    “Amar é acima de tudo paciência”. Definiu tudo com essa frase, Ana.

    Bjs

  2. #2 por Rodrigo em 5 de fevereiro de 2010 - 15:06

    Você nunca me amou assim Ana Paula, e nem teve paciência com a gente.
    No entanto como escreveu Mário Quintana: “Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.”
    Vou ter um amor assim.
    Parabéns.

  3. #3 por Rodrigo Sanchez em 5 de fevereiro de 2010 - 15:48

    Como já tem mais Rodrigos comentando, coloquei o meu sobrenome pra diferenciar… Vc está bastante apaixonada neh ? Como é bom amar… Em todos os sentidos… :0)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: