– Horizonte –

Tem horas que eu quero por que quero encontrar um horizonte para olhar.

Mas não é tão simples quanto parece.

O horizonte nem sempre está visível a minha frente.

Mas descobri que por vezes é necessário mover montanhas e clarear o tempo para só então enxergá-lo.

Na angústia de apenas rodear em volta de mim, inúmeras vezes não contemplei a tênue linha que separa o céu da terra.

E é no horizonte que mora a luz no fim do túnel.

É onde o sol nasce e se põe.

E onde os mistérios brincam de adivinhação.

É meio estranho viver sem ter um horizonte para olhar.

É como se eu não tivesse para onde ir.

Mas eu tenho e, eu voltei.

 ” …então me deito e penso que a lua, só consigo alcançar com os olhos, o mar só abraço olhando e mesmo assim, sem tê-los, nunca deixarei de amá-los, mas reconheço: tanta grandeza talvez não caiba em mim… “

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: