INVEJA é uma confissão de inferioridade!

 

Porque é tão difícil lidar com a felicidade alheia?

É só eu surgir empolgada com alguma notícia bacana, que vem um punhado de gente com energia ruim.

Ando cada vez mais convencida que a felicidade (e não falo apenas da minha) incomoda.

O mais engraçado é que não precisa ser um plano concreto, basta que eu mencione uma banalidade divertida e os agouradores de plantão ativam o mecanismo que despeja instantaneamente a água fria, anunciando os contras, os contras e os contras.

No final, fico me sentindo o Curupira, com os pés virados pra trás, travados de medo.

Portanto eu irei criar uma campanha: Para cada pensamento negativo que os “meus amigos” evitarem em reação a uma palavra minha, ganharão uma bala.

E não precisa torcer, não precisa achar lindo o que eu vou continuar falando, escrevendo e talz.

Vocês – “esses amigos” – só precisarão pensar em outra coisa, fingir que não me leram ou escutaram.

E embora a mediocridade não tenha cura, por favor, saiam pra lá e aproveitem para adoçarem suas respectivas bocas.

(Pé de pato bangalô três vezes!)

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: