A Vida e a Roda da Fortuna – Parte II

Então você já observou na sua “trajetória” os dois pontos citados no texto anterior.

Caso tenha se localizado, ótimo!

Pois depois de compreender essa espécie de ” be- a- bá” do start do desejado Sucesso Financeiro, nossa relação com o dinheiro continua baseada em nosso momento com nós mesmos.

Repito: dinheiro, embora mundano e material, está diretamente ligado à nossa forma de ver, viver e sentir o mundo; está co-relacionado à nossa jornada espiritual.

Quantas pessoas você conhece que vieram de origens muito humildes e enriqueceram?
Destas, quantas perderam tudo o que conquistaram e quantas mantiveram?

 A diferença das que obtêm êxito e o mantém ou perdem, são os valores internos que alimentamos no caminho do enriquecimento material e assim, a partir destes, é que atribuímos a esse ganho uma óptica de valor ao dinheiro utilizada na prática.

Veja: Alguns têm a ambição financeira para inflar o ego, ter status, provar para si e outros que “chegou lá”; fatalmente o valor que atribuem ao dinheiro é justamente este, o de utilizá-lo em compras e bens que reafirmem isso e o resultado explica aquele velho ditado, “dinheiro não aceita desaforo“.

Outros, atribuem ao dinheiro o valor da segurança.

Geralmente estas pessoas conservam valores como viver tranquilamente, tendo uma vida confortável sem luxúria, garantindo previdência e paz.

 O primeiro exemplo, é lição para muitos (eu mesma aprendi a atribuir o REAL valor ao dinheiro, perdendo-o por gastar demais).

O segundo, eu diria que é uma lucidez adquirida naturalmente, maturidade espiritual (mesmo que inconsciente).

As pessoas que nascem ricas herdeiras de gerações, simplesmente não conhecem a ambição; mas podem desenvolver a ganância…

Dinheiro (felizmente) também existe para nos testar e para muitos, significa Poder; é aí que vemos discórdia entre familiares ricos.

Alguns destes, justamente por não precisarem ter ambição, não conseguem encontrar motivação para fazer algo, produzir (já que geralmente a primeira necessidade que temos com o dinheiro no país no qual vivemos, é nos sustentarmos) e este é o grande desafio!

Mas boa parte se perde nesta busca…drogas, depressão…

Uma das mulheres mais ricas do mundo, Cristina Onássis, suicidou-se.

Mas antes de finalizar este assunto, que confesso foi o mais complicado de escrever até hoje, vamos lembrar daqueles que nascem pobres materialmente e nunca conseguem se achar merecedores de uma vida melhor; é bonito vê-los felizes sem precisar ter mais mas ao mesmo tempo, é triste vermos quem não acredita que pode melhorar as próprias condições de subsistência; isso também é falta de ambição.

Vamos lembrar dos ricos que empregam milhares de pessoas, fazem caridade, ajudam o próximo e sabem que o dinheiro tem que “circular”, trocar de mãos e sua importância no trabalho social para seu próprio bem estar interior.

Vamos também olhar para os desapegados, que deixam tudo ou o pouco que têm para ingressarem uma vida missionária na qual a certeza do enriquecimento espiritual, traz a morte da incerteza do que virá pela frente, pois sentem que nada faltará.

E vamos lembrar daqueles que são escravos dele e os que o usam para escravizar…

Faltou escrever muito.

Tudo isso é só o começo de uma conversa sem fim!

Posso ter escrito besteiras.

Posso ter colocado verdades.

Pode ser daqui um tempo eu escrevesse diferente, mas senti que deveria ser já.

Esse tema me rodeia há muito tempo pelas coisas que vivi e pelo que vejo as pessoas vivendo em volta.

Há poucos dias, brilhantemente o banco HSBC lançou a campanha publicitária “O que é dinheiro”:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=9rF_9e_7Who

Faço das palavras deste poema, as minhas, porque no fundo:

” O importante não é ter mais dinheiro, é saber o que ele pode fazer por você”

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: