Promessas

como-tornar-o-seu-sonho-em-realidade-6-62

Chega o final do ano e com isso a premissa na agenda: “cair na gandaia”.

31 de dezembro, foi o dia de exorcizarmos nossos fantasmas, sonharmos coisas novas e, acreditarmos num mundo melhor!

A gente se esforça o ano todo para nos adequarmos as exigências do mundo, então acho que cabe uma catarse colorida e festiva na passsagem de ano.

Catarse que espera novidades!

Sei que se pudéssemos conhecer melhor nossas fantasias (realizáveis ou não), nossas limitações e potencialidades, faríamos menos promessas.

Mas como não nos conhecemos precisamos do simbolismo das promessas para recomeçar.

Necessitamos da burocracia travestida de folia para termos fôlego para o próximo ano.

E é aí mesmo que reside a questão ao baixar os cílios sobre o próprio olhar.

Encerramos o ano num ato da grande peça que encenamos durante o ano: a labuta diária de segurar as redéas de nosso destino.

Destino esse: profissional, amoroso, e/ou financeiro.

No dia 31 sonhamos, colocamos em palavras as promessas, e então fechamos os olhos para sonhar melhor.

Entregues aos “braços de Morfeu” nessa ultima noite, tive uma sequência de imagens oníricas que invadiram meu ano novo passado, em Barcelona: várias pessoas condensadas em uma única, elementos deslocados de contexto, tudo sem sequência espaço -temporal-, um tipo de sonho sem pé, nem cabeça.

E talvez seja ali que esteja meu enigma a ser decifrado, não nas promessas ditas ao vento.

Talvez tenha me encontrado um pouco em 2012, por conta do sonho derradeiro de 2011, não sei…

Para a psicanálise, o sonho é uma realização de desejo, mas do desejo inconsciente, do qual o sonhador nada sabe, e portanto, do desejo que ele acordado não pode programar, ou parodiando Chico Buarque: aquilo que ” não tem sossego, nem nunca terá…”

Mas o bonito da linguagem é que ela cria uma história única para cada um.

Nessa toada espero que cada um possa prometer aquilo que diz respeito ao mais radical de cada desejo humano.

Desejo muitos sonhos sem controle em 2013 para todos os amigos (as) queridos (as).

Que eles nos surpreendam em meio a tantas promessas prontas e pasteurizadas!

E qualquer coisa, é só conferir o belíssimo filme “Sonhos de Akira Kurosawa”.

Este sim deve ter se perguntado um dia: O que fazer deste sonho que se dá à minha revelia?

Este sim se deixou surpreender e surpreendeu o mundo.

Essa é a minha promessa para 2013, e o meu desejo a todos aqueles que fizeram parte de mais um ano em minha vida.

Obrigada aos companheiros que fazem minha vida mais leve e graciosa.

Vamos começar 2013 escolhendo pessoas bacanas para partilharmos a existência, porque é isso que vale nessa vida.

Feliz 2013 e com muitos sonhos!

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: